Skript lançará Apocalipse e Napoleone

Na sexta-feira (16), Douglas Freitas da Skript Editora anunciou em uma live no instagram do Fora do Plástico mais dois Bonellis pela editora.

O primeiro anúncio na live foi Apocalipse – O Livro das Revelações de São João, escrito por Alfredo Castelli (Martin Mystère) com desenhos de Corrado Roi (Dylan Dog). Lançado em 2019, o volume tem 112 páginas com lançamento da campanha no Catarse pela Skript dia 31 de outubro, para ser entregue em dezembro.

Alfredo Castelli, pela primeira vez no mundo, escreve uma fiel transposição para os quadrinhos do último e mais visionário livro do Novo Testamento: O Apocalipse de João. Uma história visionária que junto ao traço de Corrado Roi encontrou uma representação eficaz e surpreendente. O Apocalipse é um dos textos mais enigmáticos da Bíblia, por muito tempo objeto de várias interpretações por inúmeros estudiosos e críticos devido à sua natureza às vezes polêmica e de difícil compreensão.

Castelli com seu talento e inegável coragem, ao transpor para os quadrinhos o livro bíblico, obviamente indica que não deve ser entendido como uma adaptação na íntegra, mas sim como um resumo por parte dele com o intuito de condensar o texto em vários pontos, de forma a permitir a qualquer pessoa apreender os aspectos fundamentais sem se encontrar perante algo exageradamente elitista e com difícil entendimento.

Para ajudar o leitor a compreender melhor, tanto os traços característicos de Roi quanto textos no final do volume conseguem fornecer orientações capazes de contextualizar de uma forma satisfatória os principais pontos da narrativa. O Apocalipse é uma jornada dentro da alma humana e do que para cada um de nós representa o próprio conceito de fim – e também do inevitável novo começo – dado pela ressurreição no Cristianismo ou pela reencarnação em numerosas outras religiões.

Durante a história acompanhamos várias personalidades se perguntando inúmeras questões sobre o próprio significado do livro do Apocalipse. Figuras como Isaac Newton e até mesmo Alesteir Crowley. Castelli apresenta também interpretações por trás do fenômeno do Apocalipse, quase sempre recebido como uma catástrofe e tragédia, porém, omitindo o valor positivo vinculado ao recomeço das coisas. Castelli até mesmo dá importância ao simbolismo e à numerologia, falando no caso das figuras 777 e 666, protagonistas de sequências em que os vários personagens da história questionam seu real significado.

O traço de Corrado Roi está magnífico e em grande forma. Seus desenhos conseguem realçar personagens humanos e criaturas monstruosas. Felizmente, Roi consegue retrabalhar um imaginário tremendamente difícil e enigmático dando vida a uma série de quadros com uma forte impressão onírica, inquietante, surreal e às vezes majestosa.

A obra é incrivelmente bem feita apesar da complexidade de seu material original, ainda hoje no centro de debates contínuos sobre qual é a interpretação mais correta e exaustiva possível.

E o segundo lançamento é a estreia de Napoleone no Brasil: Napoleone – Oltre i confini delle sfere stellate. Volume com cerca de 304 páginas com história e arte de Carlo Ambrosini, criador do personagem. Napoleone encerrou a série regular em 2006 na edição 54 e Ambrosini trouxe neste especial três histórias da série regular que em breve será publicado pela Skript.

Dividido entre o cotidiano noir e poético, este volume reúne três das principais aventuras da série (#1, #4 e #25), escolhidas entre aquelas inteiramente feitas pelo seu criador, Carlo Ambrosini, tanto nos textos quanto nos desenhos. O volume é enriquecido por desenhos e ilustrações inéditos e por um texto do próprio Ambrosini que fala sobre “seu” Napoleone.

Dividido entre o cotidiano noir e poético, Napoleone Di Carlo é um ex-policial que após a dramática morte de sua família e uma amarga decepção profissional, vai administrar um hotel em Genebra. Lá, ele é constantemente solicitado para ajudar a polícia local em investigações. Napoleone convive com uma profunda anomalia: elementos psíquicos produzidos por sua imaginação, e visíveis apenas para ele, interagem sem sua percepção da realidade cotidiana, dialogando com ele na forma de três bizarras estatuetas, chamadas Lucrezia, Caliendo e Scintillone.

Para saber mais sobre o personagem, acesse esta matéria especial da Confraria Bonelli acessando este link: https://confrariabonelli.org/?p=3098

O lançamento da campanha no Catarse é previsto para janeiro de 2022 com entrega programada para Março.

Todos os volumes que a Skript planeja publicar da Sergio Bonelli Editore serão no tamanho: 20x28cm. Um pouco maiores que os volumes publicados pela Trem Fantasma (19x26cm) e Chanbara da Panini Comics (18,5 x 26).

A Skript já havia anunciado também duas edições que fazem parte da coleção Le Storie:

LAVENNDER (Speciale Le Storie 4) – Umas férias no paraíso, nas águas cristalinas do oceano. Uma ilha perfeita, não contaminada, deserta … ou não? Por trás dessa fachada idílica, neste cenário de cartão-postal, os jovens Gwen e Aaron vislumbram algo inquieto e misterioso. Algo que se move entre a folhagem, no meio da mata. E parece estar espionando-os. Há mais alguém com eles naquele lugar remoto? Um thriller de tirar o fôlego escrito, desenhado e colorido por Giacomo Keison Bevilacqua, o autor de “A Panda gosta” e “O som do mundo de cor”, em sua primeira experiência Bonelli.

Saiba mais sobre Lavvender em matéria especial da Confraria Bonelli, AQUI. Lançamento da campanha no Catarse prevista para dia 08 de agosto.

O FATOR Z (Le Storie 27) – Nova York, hoje. Os sinais agora são evidentes, a praga invisível está se espalhando e o apocalipse está próximo: os mortos ressuscitam do sono eterno, com fome de carne humana! Para a jovem Helen, isolada em uma Manhattan fantasmagórica, escapar de suas garras terríveis será como passar pelo inferno! Com roteiro Giovanni Gualdoni, desenhos de Marco Bianchini e Capa de Aldo Di Gennaro.

Lançamento para campanha no Catarse prevista para dia 17 de outubro.

O lançamento das campanhas de Lavvender e O Fator Z serão realizadas em live com a Confraria Bonelli. Em breve mais informações.

Anteriores

Mister No – Era uma Vez em Nova York

Próximo

Cavenago deixa capas de Dylan Dog para trabalhar no Millarworld

  1. JM Alvarez

    Ótimos lançamentos! Estou muito curioso para ler Napoleone. Da arte de Roi em Apocalipse nem se fala, ele é um mostro desenhando.
    Parabéns a Skript por firmar mais um pé no universo Bonelli.
    Sucesso!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Desenvolvido em WordPress & Tema por Anders Norén