Categoria: Martin Mysterè

A “poesia” nas cores e arte de Sergio Tisselli

Lamentavelmente a nona arte perdeu hoje um mago dos pincéis, aquele que emprestava as cores de suas aquarelas, verdadeiras pinturas, aos quadrinhos. Capaz de se deslocar dos Apeninos ao velho oeste americano, contava habilmente as grandes aventuras e as pequenas histórias. Nos deixou nesse dia 14 de abril de 2020, aos 63 anos, o desenhista e ilustrador italiano Sergio Tisselli. Bolonhês, nascido em 24 de janeiro de 1957, como muitos dos grandes artistas dos quadrinhos, dedicou parte de seu tempo aos personagens da Sergio Bonelli Editore. No final dos anos 90, com Lucio Filippucci, criou capas de Martin Mystère, o que  parecia ser o prelúdio para seu desembarque nas páginas de Dylan Dog, mas não se sentiu confortável com o Detetive do Pesadelo. Foi então que, com uma história de Pasquale Ruju, estreou oficialmente na Editora com Tex.

È morto il disegnatore e illustratore Sergio Tisselli - Fumettologica

Ler mais

Reencontrando com Martin Mystère

Trilha pra você escutar enquanto lê:

Ler mais

Martin Mystère em 2018

O inoxidável Alfredo Castelli, editor, criador e roteirista de Martin Mystère nos conta o que teremos este ano na série regular do Detetive do Impossível

Alfredo comenta que o atraso da Bonelli em divulgar as novidades para Mystère este ano é que, “estávamos decidindo quais das muitas iniciativas podemos falar agora e quais manteremos em segredo para surpreendê-los no momento certo!”

Castelli conta que uma das primeiras histórias do ano é, “A estranha morte do Sr. Max”, de Enrico Lotti e Alfredo Orlando, que já está nas bancas italianas. Aparentemente, o Sr. Max é uma pessoa comum, como muitos outros, mas tem um problema sério. Ele morreu. E faz isso o tempo todo. Cada vez que ele acorda, incrédulo, morre logo depois, e não pode fazer nada para evitar. É por isso que ele procura o Detetive do Impossível, que logo descobre que Max não está mentindo.

Lotti, Castelli e Ongaro trarão a aventura “O deus que veio do mar”, em abril. “Imagine que um dia você bate à sua porta e um grupo de pessoas veio lhe adorar”, comenta Castelli sobre a história. Ongaro também está trabalhando em uma história especial com uma equipe muito incomum: O Detetive do Impossível encontra um personagem muito popular que não tem nada a ver com a Bonelli e o mundo dos quadrinhos. “Para descobrir, você precisa confiar na magia!”, conta Castelli com suas charadas.

Sherlock Holmes aparecerá na história de junho, “O Caso de Matilda Briggs”, por Andrea Artusi, Ivo Lombardo e Carlo Verardi. O falecido Paolo Morales deixou muitos belos textos que serão publicados ainda este ano. Entre eles, em junho, “Nomoli”, ilustrados por Emposito Bros. A dupla Castelli-Lotti retorna em outubro com “Quimera”, ilustrada por Giovanni Romanini. E na edição de dezembro, finalmente, você descobrirá quem foi realmente o “Pied Piper”, em uma história de Castelli e Lotti, ilustrada por Coppola.

O Especial de Verão trará Torti e Recagno em uma história Arthuriana (Rei Arthur) intitulada “Camelot 2018”. Recagno e Antonio Sforza trarão a história, “Os três homens que despertaram Cthulhu”. Cthulhu, o personagem de H.P. Lovecraft encontra os “Três Homens”, do humorista inglês Jerome K. Jerome, “que irá se revirar no túmulo pois odiava quadrinhos”, comenta Castelli.

Giancarlo Alessandrini está produzindo o Especial 2019 de Martin Mystère, em um cenário ao estilo de Frank Capra (de Manfred Sommer). No verão italiano será publicado um volume gigante com o melhor da “Zona X”.

Após o sucesso de “A mulher Leopardo”, de Andrea Carlo Cappi, o roteirista agora está escrevendo uma outra história para este ano. O jovem Martin Mystère dará as caras em uma aventura escrita por Pierdomenico Baccalario (Ulysses Moore), autor de numerosos e afortunados volumes de aventura para Jovens Adultos. O protagonista não é o “habitual” Martin Mystère, mas o de “As novas aventuras em cores” e a história fará um link entre o “Novas Aventuras” de 2017 com o já previsto a ser publicado em 2019.

Durante a Cartoomics 2018, histórica feira de quadrinhos de Milão que acontecerá de 9 a 11 de março, Martin Mystère receberá uma homenagem da Disney, onde Mickey será “Topin Mystère”, do mesmo jeito que foi feito com Dylan Dog. A edição será escrita e ilustrada por Casty.

Para final de março o tão esperado retorno de Martin Mystère ao Brasil, que voltará a ser publicado pela Editora Mythos. Mystère chegou ao país em 1986 pela RGE/Editora Globo, e dois anos depois foi cancelado na 13ª edição. Em 1990, a Record passou a publicar a revista, no formato original italiano que chegou ao fim em 1992 após 17 edições mensais. A Mythos de 2002 a 2006 publicou 42 volumes da série mensal em formatinho, além de histórias avulsas nas seis edições de Seleção Tex e os Aventureiros, em 2005.

Martin também participou de um crossover com Dylan Dog publicado pela Record na edição: Última Parada: Pesadelo. Em 1992.

Na Lucca Comics, Castelli disse que estão sendo preparadas muitas novidades, inclusive projetos envolvendo o próprio Castelli. Mas não revelou nada mais que isso.

Viva Bonelli!

Mythos comenta sobre formato e valor das novas coleções Bonelli

Após 15 anos longe, retornam às bancas este ano Nick Raider, Martin Mystére e Nathan Never, publicados pela Mythos. Dylan Dog em comemoração aos seus 30 anos de publicação retornou em 2017 em três edições pela Editora Lorentz e também retorna em 2018 pela Mythos.

Todos terão quatro edições programadas iniciando em março com Dylan Dog n.1 e Martin Mystére n.1. Segundo o Diretor e Editor da Mythos, Dorival Vitor Lopes ao Confraria Bonelli, “as edições terão 96 páginas cada, preto e branco e com histórias completas” e revela que o formato será, “16×21 cm. Formato italiano Bonelli e o preço ainda não temos, mas deverá ser em torno de R$ 19,00 a R$ 20,00”.

Nos anos 2000, quando a Mythos lançou Nick Raider, Dylan Dog, Martin Mystére e Mister No, que não entrou nesta leva de 2018, o formato era o mesmo de Tex, 13,5 x 17,6cm e agora o grande diferencial é a editora lançar no formato italiano, o que deixa a edição muito melhor, destacando as artes e as histórias.

Dorival não revelou quais serão as histórias publicadas nestas edições, mas comentou que serão histórias escolhidas aleatoriamente entre todas as lançadas na Itália.

Ressaltando que após março, quando estreiam Dylan Dog e Martin Mystere, logo em abril saem as edições 2 das mesmas. Em maio estreiam Nick Raider e Nathan Never n.1. Em maio também a Mythos traz Dylan Dog Graphic Novel n.1, com 104 páginas. Dorival também não revelou qual seria a história, mas eu já peço antecipadamente que seja Mater Dolorosa (ao lado), com roteiro de Roberto Recchioni e arte de Gigi Cavenago. Esta edição é uma continuação de Mater Morbi, edição premiada lançada pela Lorentz, incrível. Ainda disponível para venda.

Em junho chegam Nick Raider n.2, Nathan Never n.2 e Dylan Dog n.3. Martin Mystere n.3 sai em julho. Em agosto sai Nick Raider e Nathan Never n.3. Em setembro Dylan Dog n.4 e Martin Mystere n.4, encerrando as edições programadas para este ano. Em outubro Nick Raider e Nathan Never n.4 chegam para encerrar o mesmo ciclo.

Esperar que vendam bem para que em novembro e dezembro já sejam programadas mais edições.

 

Desenvolvido em WordPress & Tema por Anders Norén